Dica de livro - Estilhaça-me


Estilhaça-me é uma obra diferente de uma nova escritora chamada Tahereh Mafi que me chamou a atenção, portanto resolvi trazer para cá a minha opinião e resenha!
 
Tahereh Mafi
Eu adorei o livro, adorei mesmo! Eu achei o livro interessante, mas certamente não irá se tornar um Best Seller!
 
Com uma escrita diferente da usual, o livro é contado em primeira pessoa pela Juliette, uma jovem com um dom devastador muito interessante: O de ser sozinha Seu toque tem o poder de ferir e até matar. Ela é louca! Ela é louca! Ela é louca! Ela é louca! Ela é louca!
 
Infelizmente por conta desse "dom", Juliette se vê abandonada pela família que nunca quis pode carrega-la no colo, foi esquecida foi internado em um hospício e vive sozinha há 17 anos sem tocar em ninguém até que um maravilhoso dia um fatídico dia é colocado em sua cela um rapaz lindo tão enigmático quanto ela chamado Adam e o que ela pensou que seria sua maior desgraça traz de volta força e coragem para lutar e tentar o impossível ter o que nunca teve na vida.
 
Não estou ficando louca, o livro é escrito da forma que escrevi ali em cima, todo riscado como se Juliette não se permitisse dizer o que pensa para não sofrer ainda mais. Suas dúvidas, sonhos e vontades são escritos em um diário e riscadas logo em seguida porque a ela não é permitido esse tipo de sentimento.
 
A história se passa em uma época onde a Terra já conheceu o caos e vive com medo do que chamam de Reestabelecimento escondendo-se como podem. A realidade de Juliette trás a tona sentimentos pequenos que nos passam despercebidos no dia a dia, mas que fazem toda a diferença em uma vida. Como por exemplo, o abraço. Ela sente falta de ser abraçada constantemente e também de ser tocada por alguém.
 
É gostoso de ler, simples, direto e a protagonista me conquistou mesmo assim como Adam, o rapaz que é preso com ela. Eu recomendo a leitura, por ser algo relaxante e pra fugir dos títulos comuns de hoje em dia!

13 comentários

  1. Menina, a gente teve transmissão de pensamento, ahsuahsua! Juro juro que ainda ontem eu estava lendo a sinopse desse livro, e agorinha ao abrir a net eu vi uma postagem dele. Daí quando abro teu blog: tcharam!!! kkkk Eu tô bem a fim de ler esse livro, mas já fiquei triste por saber que é uma série. Tô fugindo de séries. Mas esse aí parece ser tão lindinho, rsrs....

    ResponderExcluir
  2. oi Camis,

    adoro suas dicas,
    e pode apostar que hoje mesmo quando sair do trabalho,
    estou na livraria cultura comprando o livro...

    beijinhos
    que jeito diferente é esse,que eu sou simples?

    ResponderExcluir
  3. .


    Eu tenho certeza que amanhã a
    turma vai cair de pau criticando
    o texto que vou postar no blog
    do Palhaço Poeta.
    Desta vez
    eu vou deixar que falem, até
    porque, amigo tem liberdades
    que nem ele próprio reconhece.
    Amanhã, primeiro de setembro,
    o bicho pega ou eu pego o bi-
    cho.

    Um beijo,

    silvioafonso






    .

    ResponderExcluir
  4. Puuuuuxa, no mínimo instigante a tua dica. Parece ser legal mesmo! beijos,lindo fds!chica

    ResponderExcluir
  5. Oi Camila,
    Adorei a resenha. ainda não vi este livro aqui nas livrarias de Bauru. gostaria de dar uma folheada antes de comprar.
    xoxo

    Gosto disto!

    ResponderExcluir
  6. Olá , passei pela net encontrei o seu blog e o achei muito bom, li algumas coisas folhe-ei algumas postagens, gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns, e espero que continue se esforçando para sempre fazer o seu melhor, quando encontro bons blogs sempre fico mais um pouco meu nome é: António Batalha. Como sou um homem de Deus deixo-lhe a minha bênção. E que haja muita felicidade e saude em sua vida e em toda a sua casa.
    PS. Se desejar seguir o meu blog,Peregrino E Servo, fique á vontade, eu vou retribuir.

    ResponderExcluir
  7. Excelente resenha! Conseguiste despertar o interesse:)!
    Vou adquirir!
    Bjo

    ResponderExcluir

  8. Olá Camila,

    A resenha é tão boa que até já anotei os dados do livro para comprar e ler. É o tipo de leitura que me agrada.

    Ótimo final de semana.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  9. A sua a presentação nos remete a nossa maluquez inofensiva..
    bjs

    ResponderExcluir
  10. Isso me instigou demais! A ideia dela não poder ser abraçada me comoveu, eu quis fazê-lo.

    Você descreve com uma paixão que me encanta, Camila.

    Beijo!!!

    ResponderExcluir
  11. "Ela sente falta de ser abraçada constantemente e também de ser tocada por alguém."

    Camila, parece que isso já vem acontecendo, né? As pessoas desviando umas das outras e evitando contatos como se houvesse uma "epidemia" transmitida pelo contato.

    O livro parece ser realmente interessante. Não duvido que a história logo seja transformada em filme - e daí o livro se torna um best-seller rs

    Bj!

    ResponderExcluir
  12. Camila, coincidentemente, estava procurando dicas de livros, cheguei aqui e encontrei uma, que bom!
    Ótimo domingo!

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi Camila!

    Que bom que você gostou do livro, pois eu detestei. :/
    O que mais me fez não gostar foi a imitação direta de X-Men.
    Essa Juliette é muitooo idêntica à Rogue (Vampira) e isso me irritou profundamente.
    Achei muita falta de criatividade da autora ao ficar fazendo esse tipo de cópia. Até me pergunto se ela não recebeu nenhum processo por plágio... Tudo no livro parece X-Men.
    Enfim, achei isso o fim da picada.

    Mas gostei dos seus comentários sobre a obra. :)

    Beijos!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...