Vida Roubada

Apenas 5 horas precisei para ler um livro que me emocionou ao ponto de cair lágrimas nas páginas ao mesmo tempo em que me fez sentir raiva, revolta, carinho e incredulidade!


Em apenas 5 horas devorei uma história que daria um perfeito filme de suspense e drama, mas que infelizmente é uma inimaginável realidade.

O que você fez dos seus 11 aos 29 anos? Pense bem, são 18 anos de sua vida. Dizem que são os primeiros anos que determinam quem você será quando for um adulto e tiver que tomar decisões então me responda. O que você realizou nesses anos todos?!

Eu estudei, matei aula, tive milhões de amigos, apanhei dos meus pais, comprei coisas, juntei dinheiro, dei meu primeiro beijo, arrumei namorados, apanhei mais ainda por isso (hahaha), tive Natais maravilhosos, perdi amigos, aprendi a trabalhar me formei em biologia, viajei de avião e ainda tenho 28 anos, falta um para chegar a essa meta!


Jaycee Dugard, uma menina americana apenas sobreviveu. Sequestrada aos 11 anos indo para a escola viveu 18 anos no quintal de seu sequestrator e estuprador pedófilo e só sobreviveu (Só?).


Teve duas filhas e foi obrigada a crescer durante esse tempo.

Com o aval de sua esposa que até sentia ciúmes de Jaycee, o sequestrador fez essa criança viver de acordo com o que ELE achava "legal", submetendo ela a uma vida triste de isolamento.
Na verdade ler esse livro me deu uma vontade imensa de conhecer sua escritora porque não é possível que alguém ainda encontre coisas boas em situações como essa. Ela chegou a sentir gratidão por essas pessoas, tinha medo de ficar sem eles, sentia-se afortunada por ter certo conforto em seu cativeiro enquanto outras pessoas poderiam passar por situações piores. Deus, eu não sei se teria essa força toda!


Ela narra no livro várias passagens durante esses anos todos, era muito ingênua quando foi sequestrada e aprendeu a ser mulher da pior maneira possível. Dizia que tinha medo de esquecer-se do rosto de sua mãe e que sentia falta até das broncas de seu padrasto.

Definitivamente esse é um livro que não pode passar em branco. É uma inegável lição de vida com um final feliz. Na verdade só li o livro porque sabia que ela estava bem, senão acredito que não teria coragem. Recomendo a leitura.

Abaixo vou deixar um link de um vídeo com uma pequena entrevista com Jaycee, linda e livre depois de escrever esse livro. Não deixem de assistir.


16 comentários

  1. Olá Camilinha

    Eu me emocionei com sua narrativa. Deve ser realmente emocionante já que vc conseguiu demontrar tanta emoção.
    Uma ótima semana à vc...

    BJ000000000...............
    www.amigadamoda1.com

    ResponderExcluir
  2. Santo cristo!
    Que situação inimaginável, né?
    Horrível!
    Não sei como um ser humano pode fazer isso com outro...
    bjs Cami! tenha um lindo dia!

    ResponderExcluir
  3. Nossa...
    emocionante a sua resenha,
    beijos amore.

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Camila, agora fiquei com vontade de ler o livro, nada como uma resenha tão bem escrita, você caprichou!
    Quanto ao blog, passei boa parte do meu domingo fuçando o Google até encontrar uma solução para retirar da página dos comentários aquela infeliz opção de resposta. Pior que eu não tinha optado por nada disso, a nova configuração tinha sido automática, mas consegui retirar, ufa! Foi bom te ver de volta no Eterno, ótima semana para você.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Camila! Emocionante narrativa, quero ler este livro. Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi Camila,
    Este livro eu não li, mas li o daquela garota austríaca que foi sequestrada nesta mesma idade, mas o sequestrador a colocou em um bunker!
    Eu coloquei aquela caixinha de comentários abrindo separadamente pq várias pessoas reclamaram não estar conseguindo comentar lá no blog, e acho que o problema se resolveu. O problema só acontecia para quem acessa o blog através do Internet Explorer.
    Beijos 1000 e uma semana maravilhosa para vc.

    www.gosto-disto.com

    ResponderExcluir
  7. Olá Camila,

    Ao ver a entrevista fiquei impressionada com o espirito de aceitação da Jaycee. Com certeza, um espírito forte e iluminado.

    Vou comprar o livro. Você já é a segunda pessoa que o recomenda.

    Parabéns pela bela resenha!

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recomendo mesmo esse livro. Emocionante demais. Uma lição de vida!

      Excluir
  8. Parece ser muito bom, pela narrativa.
    Agora fiquei curiosa para ler...

    xx

    ResponderExcluir
  9. Caraco Camilinha, esse livro deve ser barra hein?
    Puxa eu não sei se leria ele inteiro... Mas você indicou deve ser bom.

    Como existem animais travestidos de humanos no mundo né?

    Um beijão e fica com Deus!

    ResponderExcluir
  10. HUMM...Vou procurar aqui. O brigada pela dica
    bjs
    juliana

    ResponderExcluir
  11. Eu vi algo sobre ela na TV. Poxa, Camila! Já me deu uma tristeza e revolta só em ler as suas considerações sobre a história. Não sei se tenho coragem de ler, não sei...

    Beijo, menina cheia de sentimentalidade.

    ResponderExcluir
  12. Bem, eu já conhecia esse livro apesar de não ter lido ainda, e como não li não posso opinar de forma segura. Mas tem uma pergunta que só lendo o livro eu posso talvez obter a resposta. Como uma pessoa vive 18 anos num cativeiro sem mover céus e terra para fugir dali? Síndrome de Estocolmo? Não sei, só lendo o livro para poder ter uma opinião melhor.

    Beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dama, não foi tão simples assim. Pelo que ela fala no livro, com 11 anos ainda era muito imatura. Não sabia nem o que era sexo e a partir do momento de ele a colocou no cativeiro ela passou a ter medo do desconhecido. Era uma criança e sua personalidade e instinto foram moldados dessa forma. O unico contato que ela tinha com o exterior era ele o sequestrador.

      Excluir
  13. Tem coisas e fatos nesta vida louca que me fazem estagnar.Injustiça ,histórias assim por exemplo.Por que meu Deus?
    beijão Camila!

    ResponderExcluir
  14. Meu Deus, quanto sofrimento, esse monstro!
    Não conseguiria ler um livro desses, Camila! É barbárie demais!
    E a vítima sendo ainda uma criança piora tudo!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...